Chinese (Simplified)EnglishPortugueseSpanish

FIQUE POR DENTRO

Para Furlan, saldo menor é natural

O ministro do Desenvolvimento, Luiz Fernando Furlan, defendeu a necessidade de se encarar com naturalidade os dados da balança comercial. Admitindo que não são necessariamente motivo de festa, ele insistiu que os resultados estão em linha com as expectativas. “Os dados confirmam a tendência que vem aparecendo desde fevereiro de que, embora continue o crescimento das exportações, neste ano a tendência é termos maior velocidade no crescimento das importações.” Furlan destacou que as importações têm sido majoritariamente de bens de capital, eletrônicos e matérias-primas. “Isso é positivo para a indústria porque mostra investimento em produção de produtos finais.” O ministro lembrou que o saldo crescente da balança comercial nos últimos meses tenderia a recuar em algum momento. “O fato deve ser encarado com normalidade. Aliás, todas as previsões de mercado mostram que o saldo de 2006 vai ser menor que o de 2005.”

Fonte: O Estado de São Paulo