Chinese (Simplified)EnglishPortugueseSpanish

FIQUE POR DENTRO

Apex amplia prazos e instala sistema de controle de gestão

Para tentar fazer um contraponto à valorização do real, preocupação de 100% dos exportadores brasileiros, a Apex-Brasil está implantando uma estratégia de mais longo prazo. Entre outras coisas, vai ampliar de um para dois anos o tempo de execução dos projetos beneficiados pela agência e aumentar o apoio dado à iniciativa privada neste ano. Além disso, após um trabalho de garimpagem feito por seus técnicos nos Estados, está incorporando uma série de novos segmentos àqueles que já eram beneficiados: construção civil, engenharia, eletroeletrônico, design, brindes, artes, cinema e publicações.
Com isso, passam a 62 os setores que vão receber apoio direto da agência. O orçamento da Apex-Brasil em 2006 para promoção de produtos e serviços no mercado internacional e atração de investimentos não é lá essas coisas: R$ 180 milhões. Mas, segundo seu presidente, Juan Quirós, esse montante acaba dobrando de tamanho, pois a agência entra com apenas 50% do investimento necessário. O restante fica por conta das entidades parceiras.

Fonte: O Estado de São Paulo