Chinese (Simplified)EnglishPortugueseSpanish

FIQUE POR DENTRO

No Porto de Santos, 80% dos servidores estão parados

As vésperas de completar dois meses, a greve dos auditores fiscais da Receita Federal praticamente paralisa o Porto de Santos, o maior do País. Desde segunda-feira, cerca de 80% dos 200 servidores que atuam na fiscalização das exportações e importações em Santos estão com os braços cruzados e só devem retornar ao trabalho sexta-feira. Isso, se não decidirem em assembléia na própria sexta ampliarem a paralisação.
Com a radicalização do movimento, as indústrias paulistas que vinham contornando os problemas com a paralisação do Aeroporto de Viracopos, em Campinas, desde o início da greve, em 2 de maio, transferindo os embarques e desembarques de mercadorias para o Aeroporto de Cumbica, em Guarulhos, e principalmente para o Porto de Santos, já se preparam para o pior. Além de dificultar o despacho das exportações, a paralisação em Santos já começa a afetar o abastecimento de matérias-primas e componentes das indústrias.

Fonte: O Estado de São Paulo