Chinese (Simplified)EnglishPortugueseSpanish

FIQUE POR DENTRO

Importação de bens de capital cresce e indica volta do investimento

Depois de um primeiro trimestre fraco para o investimento produtivo, os empresários aproveitaram a valorização do real para retomar pequenos projetos e modernizar suas fábricas. No segundo trimestre, o volume importado de bens de capital cresceu 6,2% em relação aos primeiros três meses do ano, em série já livre de influências sazonais. Esse crescimento ocorreu sem deslocamento da produção doméstica, que registrou modesta alta de 0,16% na comparação entre o bimestre abril-maio e a média dos três primeiros meses. Com esse desempenho, o consumo aparente de bens de capital (soma de produção e importações menos exportações), que estava em queda no início do ano, encerrou maio 2,4% acima de abril, pelo critério de média móvel trimestral, com ajuste sazonal. O volume exportado de bens de capital cresceu 40% no acumulado do ano até maio e 24% na comparação dos meses de maio de 2005 e 2004, indicando que ele não acelerou junto com a recuperação da produção, o que indicaria maior atendimento do mercado externo.

Fonte: Valor Econômico