Chinese (Simplified)EnglishPortugueseSpanish

FIQUE POR DENTRO

Fracasso deve dar estímulo à negociação Sul-Sul

Se a Rodada Doha fracassar no fim de julho, a negociação Sul-Sul, que ocorre na Conferência das Nações Unidas para o Comércio e o Desenvolvimento (Unctad) pode se transformar no único instrumento para estimular rapidamente as exportações do Brasil, Argentina, Índia e outros emergentes.
A negociação Sul-Sul é realizada através do Sistema Global de Preferências Comerciais (SGPC), mecanismo da Unctad que prevê troca de concessões tarifárias entre países em desenvolvimento, e, portanto, sem estender as mesmas preferências aos países ricos.
No momento, essa negociação está em compasso de espera. Os países estão concentrados na OMC. “Mas se a Rodada Doha não der resultado, queremos que o SGPC funcione rapidamente”, diz o embaixador da Argentina na OMC, Alberto Dumond. Está prevista para setembro uma reunião de alto nível para discutir as próximas etapas da negociação Sul-Sul. O Mercosul flutuou a idéia de corte das tarifas em 25% entre os cerca de 40 países participantes.

Fonte: Valor Econômico