Chinese (Simplified)EnglishPortugueseSpanish

FIQUE POR DENTRO

Exportação perde fôlego e já ameaça empregos

A perda de fôlego das exportações por causa do câmbio desfavorável já compromete a capacidade de geração de empregos na indústria. Levantamento da consultoria MB Associados mostra que a quantidade das exportações brasileiras de manufaturados cresceu 4,6% no primeiro trimestre de 2006, em relação a igual período do ano passado, o que resultou em perda de 1% nos postos de trabalho. Na mesma comparação em 2005, as vendas externas em quantidade de manufaturados apresentavam expansão de 22,9% e o emprego do setor crescia 2,6%.

Fonte: O Estado de São Paulo