Chinese (Simplified)EnglishPortugueseSpanish

FIQUE POR DENTRO

Decisão sobre IPI poupa R$ 2 bi do governo

O STF (Supremo Tribunal Federal) decidiu ontem que os contribuintes que pagaram IPI (Imposto sobre Produtos Industrializados) na compra de insumos para fabricar produtos vendidos com alíquota zero ou isentos não terão direito a usar os valores pagos como créditos a compensar nas operações feitas antes de 1999.
A decisão poupará a União de pagar R$ 2 bilhões em créditos de IPI cobrados em ações judiciais que tramitam em todo o país nos últimos 20 anos.
Em 1999, a lei 9.779 reconheceu que os produtores que pagam o IPI na cadeia produtiva e depois vendem suas mercadorias com alíquota zero ou sob o regime de isenção têm direito de usar esse créditos para compensar dívidas com o fisco.
Havia, no entanto, uma discussão sobre o suposto direito, cobrado pelo contribuinte, de reaver esses créditos também em datas anteriores a 1999. Uma alternativa era usá-los para efeitos contábeis, mas não para abatimento de dívidas.

Fonte: Folha de São Paulo