Chinese (Simplified)EnglishPortugueseSpanish

FIQUE POR DENTRO

Críticas também para taxas de juro e câmbio

Na reunião da OMC – Organização Mundial do Comércio, em Hong Kong, o ministro Luiz Fernando Furlan criticou também as altas taxas de juros e câmbio e avisou: as exportações crescerão, em 2006, a um ritmo menor que o registrado este ano. Mesmo assim o ministro do Desenvolvimento estima que, nos próximos 12 meses, as exportações brasileiras devem ficar acima de US$ 120 bilhões, que era a projeção inicial do governo . “Estamos reavaliando nossa meta e achamos que os números podem ficar acima de US$ 120 bilhões. Mas, mesmo assim as exportações crescerão com uma velocidade menor”.
Para 2005, a meta de US$ 117 bilhões já foi atingida. Segundo ele, 56% da pauta de exportação do País é composta por produtos industrializados. Em 2006, essa taxa deverá cair e isso, na avaliação do ministro, “não é bom”.

Fonte: O Estado de São Paulo