Chinese (Simplified)EnglishPortugueseSpanish

FIQUE POR DENTRO

Brasil não deve se iludir com China

“O Brasil não deve ter ilusões em relação à China”, disse ontem o embaixador do Brasil em Washington, Roberto Abdenur. Divergindo do discurso habitual do Itamaraty, ele, que foi embaixador na China no fim dos anos 80, afirmou que o Brasil tem uma ‘visão romântica’ sobre a China e que ‘parceria estratégica pode ser um conceito enganoso’. ‘Tínhamos uma visão muito romântica sobre a China, achamos que era um país de oportunidades enormes pra nós e promoveríamos uma integração entre os países em desenvolvimento, do hemisfério Sul’, disse. ‘Mas a China e a Índia não se consideram países em desenvolvimento, apresentam-se como potências mundiais.’ Segundo Abdenur, o Brasil não deve alimentar expectativas exageradas em relação à China. ‘A solidariedade da China está restrita ao G-20, que é uma aliança ad hoc (para o fim específico)’, disse o embaixador, em apresentação durante o Fórum Econômico Mundial. ‘Também sou muito cético em relação aos prováveis investimentos chineses no Brasil.’ Para Abdenur, é muito improvável que a China siga os passos do Japão, que foi um enorme investidor no Brasil.

Fonte: O Estado de São Paulo